Arquivo

Archive for the ‘Virtualização’ Category

SCCM 2008 R2 para assinantes do TechNet Plus e MSDN

quinta-feira, 10 set 2009 @ 9:05 PM Deixe um comentário

Na ultima terça-feira, 8 de setembro, a Microsoft Corp., disponibilizou o System Center Virtual Machine Manager 2008 R2 RTM para download a todos os assinantes do TechNet e MSDN.

O produto está disponível apenas em 64-bits e nas linguagens Chinês-Simplificado, Chinês-Tradicional, Inglês, Francês, Alemão, Italiano, Japonês, Coreano e Espanhol.

Jonildo Santos
MCT/MCITP

Anúncios
Categorias:Virtualização

System Center Virtual Machine Manager 2008 R2 RTM

terça-feira, 25 ago 2009 @ 11:44 PM Deixe um comentário

Em alinhamento a estratégia de virtualização, ontem, a Microsoft Corp. liberou o System Center Virtual Machine Manager 2008 R2 RTM. O produto vem com grandes novidades, onde se destaca os recursos de interoperabilidade. Segue a lista dos recursos abaixo:

  • Suporte a Clustered Shared Volume (CSV) que habilita multiplas Highly Available Virtual Machines (HAVM) por LUN
  • Live migration
  • Suporte a VMware vSphere 4 (apenas o recurso de paridade do VMware VI3)
  • Hot add de storage
  • Migração SAN dentro e fora de hosts em cluster
  • Migração rápida entre storage
  • Modo de manutenção para hosts
  • Suporte a cluster de sistema de arquivos de terceiros
  • Suporte expandido a iSCSI SANs
  • Suporte a VMware port groups para virtual switches
  • Suporte a permissão de Virtual Machine atribuídas no Hyper-V
  • Suporte a políticas dinâmicas baseadas em load balancing

Para avaliar as novas funcionalidades, pode ser feito download do produto através deste link.

Jonildo Santos
MCT/MCITP

Categorias:Virtualização

Teste Drive do Windows XP Mode (XPM) para Windows 7 Release Candidate

terça-feira, 5 maio 2009 @ 2:50 PM Deixe um comentário

Hoje, além de estar disponível para download o Windows 7 Realease Candidate, também está disponível o novo produto de virtualização para desktops, o Windows Virtual PC Beta. Ele é um recurso do Windows 7 Professional, Windows 7 Enterprise e Windows 7 Ultimate, com a capacidade de rodar múltiplos ambientes como Windows XP Mode em um desktop Windows 7.

Se observarmos a imagem ao lado, pode-se pensar que é uma brincadeira sem graça esta rodando o Internet Explorer 6 no Windows 7, ou estar usando o recurso RemoteApp do Terminal Service do Windows Server 2008. Pois, não é.

O produto consiste de duas partes, primeiramente o Windows Virtual PC onde é instalado o Windows XP SP3, Windows Vista SP1 e Windows 7 em um ambiente virtualizado como na ultima versão do Virtual PC 2007. Depois de instalado será possível facilmente instalar e rodar as máquinas virtuais.

Na segunda parte que é há de mais fantástico. Temos o Windows XP Mode ou XPM que é um recurso opcional para usuários Windows 7 Professional, Entreprise e Ultimate, onde será possível ter um ambiente onde os usuários possam rodar, de forma transparente, suas aplicações diretamente do desktop. Esta aplicação que estará instalada na máquina virtual estará disponível no menu iniciar para o usuário.

O recurso XPM usa alguns recursos do RDP (6.1+) para permitir aplicações virtuais. Ou seja, Aplicações Remotas e Publicação de Aplicações.

Para publicar uma aplicação o XPM simplesmente monitora as aplicações e componentes instalados no Windows XP virtualizado. E, quando detecta uma aplicação, este componente lista o atalho desta aplicação no Menu Iniciar do Windows 7 e Virtual Applications.

Quando o usuário necessita de uma aplicação que esta dentro da máquina virtual, o usuário clica no link disponibilizado no Menu Iniciar onde será acionada a máquina virtual Windows XP onde esta a aplicação e em seguida a aplicação é executada dentro da máquina virtual e a janela da aplicação é entregue ao Windows 7 no desktop do usuário.

O produto ainda suporta, depois de instalado os componentes de integração, o redirecionamento para pastas de documentos, música e vídeo locais; e o uso de dispositivos USB como impressoras e scanners, memória flash e drives externos, câmeras digitais, SmartCards e muito mais.

Este recurso será uma excelente alternativa para quem desejar migrar de Windows XP ou Windows Vista para o Windows 7 e uma perfeita alternativa para aquela aplicação que o fabricante não codificou para Windows Vista, e excelente solução para virtualização de desktop.

Os requisitos mínimos estão abaixo, e o produto esta disponível em 32 bits e 64 bits neste link onde será necessário baixar o Windows Virtual PC e Windows XP Mode.

  • Processador de 1 GHz de 32 bits ou 64 bits;
  • Processador com AMD-VT ou Intel® VT habilitado;
  • Mínimo de 2 GB de memória;
  • Mínimo de 15 GB de espaço em disco por ambiente virtualizado.

Jonildo Santos
MCT/MCITP

Categorias:Virtualização

Considerações ao Virtualizar Servidores Executando Controladores de Domínio

sexta-feira, 17 abr 2009 @ 11:54 PM 1 comentário

De forma geral, para preservar a integridade do Active Directory de uma queda de energia ou de outra falha, o serviço Active Directory executa gravações unbuffered e tenta desabilitar o cache de disco em volumes onde o banco de dados e os arquivos de log do Active Directory estão hospedados.

Entretanto, quando a estrutura física envolve virtualização, estes recursos não são suficientes para manter a consistência do banco de dados do Active Directory. Seja ele Hyper-V, Virtual Server ou outras soluções de virtualização, as ressalvas resumidas abaixo devem ser consideradas durante todo o planejamento e consolidação servidores com Active Directory:

  • Quando um controlador de domínio é executado em um ambiente virtualizado, não devemos pausar ou salvar o estado do controlador de domínio por longos períodos de tempo.
  • Mesmo usando um ambiente de virtualização, um controlador de domínio do Active Directory requer backups do estado sistema regulares para se recuperar de uma operação acidental, falhas de hardware, falhas de software ou problemas ambientais.
  • Para reverter o conteúdo do Active Directory, devemos sempre usar a restauração do estado de sistema. O Active Directory não oferece suporte outros métodos para reverter o conteúdo do Active Directory.
  • Não deve-se usar sincronização de hora através dos serviços de integração em maquinas virtuais que estão configuradas como controladores de domínio. Em vez disso, deve-se usar o Windows Time Service (W32time).
  • Não deve-se usar differencing disk (VHDs) em máquinas virtuais que estão configuradas como controladores de domínio.
  • Não deve-se usar ou fazer um snapshot de um controlador de domínio.
  • Não deve-se usar o recurso de exportação de uma máquina virtual que esta rodando como controlador de domínio.
  • Não deve-se usar qualquer outro recurso de backup, save state em vez do backup suportado.
  • Dentre os FSMO o emulador primary domain controller (PDC), tem em geral maior carga de trabalho em relação aos demais operations master roles. Portanto, pode-se escolher usar um computador físico como PDC para uma melhor performance.
  • Servidores de Catalogo Global e Exchange: Controladores de Domínio configurados como servidores de catalogo global, pode apresentar cargas de trabalho superiores a outros controladores de domínio na rede. Portanto, por questões de performance, deve-se considerar usar um servidor físico em vez de máquinas virtuais para catálogos globais que prove serviço de diretório para Exchange servers.
  • Para evitar pontos únicos de falha, as mesmas regras que se aplicam a um controlador de domínio que executa no hardware físico também se aplicam quando usamos máquinas virtuais.

Portanto, devemos ter em mente que a virtualização é uma poderosa ferramenta para os dias de hoje. Entretanto, ela é uma solução onde todas considerações inerente a um serviço ou produto em um ambiente virtualizado devem ser levadas em conta durante todo o planejamento e consolidação.

Jonildo Santos
MCT/MCITP

Categorias:Virtualização

Correções e Atualizações desde o Lançamento do Hyper-V

quarta-feira, 8 abr 2009 @ 7:13 PM Deixe um comentário

Quando o Hyper-V RTM foi liberado em 26 de junho de 2008, haviam diversas empresas realizando o TAP (Testing and Adoption Programs) do produto. Entretanto, o System Center Virtual Machine Manager 2008 ainda não estava pronto, estava em beta, e o produto não estava sendo usado em produção em todos os cenários possíveis.

Mesmo com o posterior lançamento do SCVMM 2008 e do inicio do uso do produto por centenas de empresas no mundo, houve pouquíssimas correções para o produto ou relacionado ao funcionamento em determinados cenários. Além disso, algumas dessas atualizações foram com relação a novas funcionalidades.

Segue abaixo a lista de correções para o Hyper-V ou com relação ao funcionamento da virtualização do Windows Server 2008 ou Windows Vista em cenários específicos:

Artigo

Descrição

Data da Disp.

Requerido?

KB950182

Um computador que esta rodando o Windows Server 2008 x86 ou Windows Vista x86 pode usar menos que o número esperado de processadores se o número de cores o sockets não for uma potência de 2.

11/04/2008

Sim, se desejar iniciar uma máquina virtual x86 rodando o Windows Server 2008 em um servidor que usa um processador de 6 cores.

KB953828

O host NLB não converge como esperado em máquinas virtuais Windows Server 2008 no Hyper-V.

25/06/2008

Sim, se estiver usando o Network Load Balancing (NLB).

KB951308

Mais funcionalidade e controle de máquina virtual no Console de Gerenciamento do Failover Cluster do Windows Server 2008 para o Hyper-V.

11/09/2008

Sim, para Failover Clustering.

KB953585

Mensagem de erro quando tenta iniciar uma máquina virtual Windows Server 2008 ou Windows Vista que usa a arquitetura NUMA: "An error occurred while attempting to change the state of virtual machine VMNAME".

04/09/2008

Sim, se estiver usando um computador rodando o Windows Server 2008 com a arquitetura Non-Uniform Memory Access.

KB956589

Atualização do Hyper-V para Windows Server 2008 x64 (Instalando este fix resolve potenciais problemas quando gerencia o Hyper-V com o System Center Virtual Machine Manager 2008.)

23/09/2008

Sim, se estiver usando o System Center VMM 2008 para gerenciar o ambiente.

KB956697

Atualização para Windows Server 2008 x64 (Instalando este fix resolve o problema no qual o Hyper-V Volume Shadow Copy Service não faz corretamente o backup de máquinas virtuais.)

08/09/2008

Sim, se o Volume Shadow Copy Service for utilizado para backups.

KB956710

Atualização para Windows Server 2008 x64 (Instalando este fix habilita o Hyper-V para suportar 24 processadores lógicos e 192 máquinas virtuais.)

23/09/2008

Sim, se o sistema operacional host tem mais de 16 processadores lógicos.

KB956774

Atualização para Windows Server 2008 x64 (Instalando este fix resolve o cenário onde o cliente Background Intelligent Transfer Service não pode usar caminhos de arquivos que tem o volume GUID no Windows Server 2008.)

23/09/2008

Sim, se GUIDs são usados em vez de uma letra de driver ou ponto de montagem.

KB957967

Mensagem de erro “STOP” em Windows Server 2008 que tenha o Hyper-V instalado: "STOP 0x0000001A"

08/10/2008

Sim.

KB958065

Não pode configurar uma máquina virtual usando Windows Server 2008 Failover Clustering quando a máquina virtual usa um dispositivo de armazenamento que é gerenciado por um cluster de arquivos de terceiros ou uma solução de replicação de terceiros.

03/11/2008

Sim, se estiver usando um cluster não-Microsoft ou uma solução de replicação não-Microsoft.

KB958184

Backups de máquinas virtuais falham no Windows Server 2008 quando máquinas virtuais são salvas em um volume montado em um failover cluster usando um volume GUID.

05/11/2008

Sim, quando backup um volume que esta montado usando um volume GUID.

KB960578

Instruções IRET e IRETD não suportam o sinalizador Nested Task (NT) no modo protegido em um ambiente Windows Server 2008 Hyper-V.

17/12/2008

Sim, se tiver um programa que usa instruções IRET (interrupt return) ou IRETD (interrupt return double).

KB959962

Esta atualização esta disponível para o Windows Server 2008 para endereçar questões relacionado a backup e restauração de máquinas virtuais.

16/01/2009

Sim, quando backup máquinas virtuais.

 

Resumindo, como podemos verificar na tabela acima apenas o KB957967 é obrigatório para qualquer cenário, o KB956710 fornece suporte a 24 processadores lógicos e o KB956589 é relacionado a gestão do Hyper-V pelo VMM 2008. Os demais não são diretamente relacionados ao Hyper-V ou são para cenários muito específicos.

Jonildo Santos
MCT/MCITP

Categorias:Virtualização

Microsoft e Red Hat terá Suporte Técnico Cooperativo para Virtualização

segunda-feira, 23 mar 2009 @ 2:30 AM Deixe um comentário

Em muitas das minhas palestras no ano passado, muitos profissionais questionavam quanto ao Hyper-V suportar Linux como sistema operacional virtualizado. E, em todas as repostas era: “Sim! Suporta SUSE Linux Enterprise 10 com SP1/2”; Os usuários novamente perguntavam: E, quanto ao Red Hat Entreprise Linux? É suportado no Hyper-V? E, em todas as repostas era: “Não neste momento”.

Desde o quase 1 ano de lançamento do Hyper-V, e caminhando para a versão 2, havia uma barreira, que não era relacionado ao produto, onde não havia o suporte do RHEL como uma máquina virtual no Windows Server 2008 Hyper-V e Hyper-V Server 2008. Entretanto, com a assinatura de um acordo, a Microsoft Corp. e a Red Hat, Inc. deram o primeiro grande passo de interoperabilidade neste sentido.

Com o recente acordo a Microsoft e a Red Hat vão testar e validar/certificar seus sistemas operacionais rodando no hypervisors um do outro. Dessa forma, os seus clientes receberam suporte para rodar Windows Server em Red Hat Enterprise virtualization, e para rodar Red Hat Enterprise Linux dentro de Windows Server 2008 Hyper-V ou Hyper-V Server 2008.

Como base no acordo, temos os principais pontos abaixo:

  • Red Hat irá validar o Windows 2000 Server SP4, Windows Server 2003 SP2 e Windows Server 2008 como guest em sua tecnologia de virtualização.
  • Microsoft irá validar o Red Hat Enterprise Linux 5.2 e 5.3 (x86 e x64) como guest no Windows Server 2008 Hyper-V e Microsoft Hyper-V Server 2008.
  • Quando as empresas finalizarem os testes, seus clientes iram receber suporte técnico cooperativo para:
    • Rodar o sistema operacional Windows Server no Red Hat Enterprise virtualization, e rodar Red Hat Enterprise Linux no Windows Server 2008 Hyper-V.
    • Futuras versões de seus produtos estão previstas no acordo.
    • O acordo não contém patente ou licenciamento de componentes.

Portanto, a Microsoft estará listada no Red Hat Hardware Certification List como também a Red Hat proverá WHQL drivers para as diversas versões do Windows Server. Já a Microsoft, irá disponibilizar o Linux Integration Components para RHEL quando os testes e validação forem finalizados.

E, melhor de tudo, é que não teremos um ambiente virtualizado sem gerenciamento já que a próxima versão do System Center Operations Manager 2007 R2 incluirá suporte para outras plataformas inclusive a RHEL.

Hoje posso afirmar com toda convicção que: teremos todas estas novidades disponíveis no segundo e terceiro trimestre deste ano, e será muito bem-vindo!!!

Jonildo Santos
MCT/MCITP

Categorias:Virtualização

Ferramenta para Converter Windows Image para Virtual Hard Disk

segunda-feira, 16 mar 2009 @ 3:31 PM Deixe um comentário

  http://images.video.msn.com/flash/soapbox1_1.swf?id=cek7ii2f&c=v&v=fe41ef64-47bc-4f13-9f06-abc8884a3758&ifs=true&fr=msnvideo&mkt=en-US Uma ferramenta que esta em beta e que vale apena conferir é o script para converter de Windows Image para Virtual Hard Disk (WIM2VHD – Windows(R) Image to Virtual Hard Disk). Este script, que trabalha em linha de comando, permite converter uma imagem WIM para VHD de pré-instalação do Windows 7/Windows Server 2008 R2.

Esta ferramenta, que esta no build 6.1.7033.1, necessita do AIK (Kit de Instalação Automatizada do Windows) e o script estarem rodando sobre Windows 7/Windows Server 2008 R2/Windows Server 2008 com Hyper-V, onde criará uma imagem VHD que inicia diretamente para um Out Of Box Experience (OOBE), ou seja, para o primeiro uso e customização do sistema operacional, que ainda podendo ser automatizado usando unattend.xml file, teremos diversas possibilidades. Imagens convertidas pelo WIM2VHD poderão ser usada com o Virtual PC 2007, Virtual Server, Microsoft Hyper-V e Windows 7 com o nova funcionalidade VHD-Boot.

Exemplo: Com a ferramenta WIM2VHD converti o arquivo install.wim da instalação do Windows 7 build 7057 de 32 bits para um VHD que posteriormente iniciei usando o Virtual PC 2007. Durante o processo de inicialização o OOBE realizou as devidas configurações iniciais do Windows 7. Segue abaixo a linha de comando para converter a imagem do Windows 7 Ultimate para o VHD com nome Win7-build-7057-Ultimate.vhd:

cscript wim2vhd.wsf /wim:E:\sources\install.wim /sku:ULTIMATE /vhd:D:\Win7-Ultimate.vhd /disktype:fixed /size:12288

O vídeo acima, hospedado no soapbox, demonstra o funcionamento da ferramenta e como poderá realizar uma rápida distribuição de imagens.

Jonildo Santos
MCT/MCITP

Categorias:Virtualização